Saúde bucal: quais são as diferenças entre abrasão e erosão dental?

Saúde bucal: quais são as diferenças entre abrasão e erosão dental?

Para ter um sorriso bonito e, acima de tudo, saudável, é preciso manter cuidados constantes como visitas regulares ao dentista, higienização correta ao menos três vezes ao dia e evitar alimentos que prejudiquem a saúde bucal. Seguindo uma rotina saudável de cuidados, sua saúde bucal estará protegida de diversas doenças como cárie, gengivite, mau hálito, entre outras. Porém, mesmo com todos os cuidados, nosso dentes podem ser acometidos por outros problemas dentários.

 

Cada vez mais frequentes nos consultórios odontológicos de todo o mundo, o desgaste dentário tem sido uma grande queixa por parte dos pacientes. Os mais comuns têm sido a abrasão e a erosão dentária, que tem preocupado os dentistas e os pacientes que buscam tratamento para esses problemas. Você sabe o que são esses problemas dentários, como eles surgem, progridem, se há tratamento e como ele funciona? Suspeita que pode estar sofrendo com algum deles? Continue a leitura, pois neste artigo vamos contar tudo o que você precisa saber sobre a abrasão e erosão dentária.
Tem medo de ir ao consultório odontológico? Como surge e como tratar o medo de dentista com dicas básicas

 

O que é o desgaste dental? 

 

O desgaste dentário é um processo fisiológico que, normalmente, pode afetar todas as pessoas, sendo mais comum após a entrada na terceira idade, quando é, inclusive, considerado algo normal relacionado ao envelhecimento. Porém, quando o desgaste dentário surge na infância, adolescência ou na vida adulta, é considerado patológico, e há a necessidade de diagnóstico e tratamento adequados, pois podem gerar problemas estéticos, sensibilidade dentária e até mesmo prejudicar as funções exercidas pelos dentes.

 

Entre os problemas de desgaste dental podem ter diversas causas, estando elas ou não relacionadas a agentes externos ao corpo ou até mesmo a doenças pré-existentes e má alimentação. Fato é que problemas relacionados ao desgaste dentário estão se tornando cada vez mais comuns, principalmente se tratando de abrasão e erosão dentária. Vamos entender melhor cada um desses males a seguir, como eles surgem, se manifestam e como é possível tratá-los.

 

O que é abrasão dentária?

Saúde bucal: quais são as diferenças entre abrasão e erosão dental?
A abrasão é a perda da estrutura dentária causada por algum agente externo. Esse agente pode ser, por exemplo, a escovação muito forte, uso incorreto do fio dental ou o uso de um creme dental com agentes abrasivos ou outros agentes químicos que agridem a estrutura dos dentes como o carvão e o bicarbonato.

 

Alguns maus hábitos também estão relacionados ao desenvolvimento da abrasão dentária, como: colocar lápis e canetas entre os dentes, assim como palitos e cabos de cachimbos. Roer unhas, mascar fumo, quebrar nozes e outras castanhas com os dentes, cortar linha e outros objetivos impróprios também causam o problema. É óbvio que tais hábitos são altamente prejudiciais, mas algumas pessoas o fazem de forma constante e não os relacionam com o problema bucal.

 

Grande parte dos quadros de abrasão são caracterizados pelo desgaste dentário próximo da gengiva, local chamado de porção cervical do dente. Apesar disso, não costuma haver queixas de sensibilidade dentária por parte dos pacientes. A maior reclamação está relacionado ao aspecto do dente. É possível tratar a abrasão dental mantendo uma rotina de cuidados de higiene bucal adequados, principalmente com a escovação correta. Para isso, prefira uma escova com cerdas macias ou até mesmo extra-macias, creme dental sem agentes abrasivos e, principalmente, sem forçar excessivamente as cerdas contra os dentes. Além disso, não utilize produtos para a higiene bucal que não tenham sido recomendados pelo seu dentista, pois eles podem afetar ainda mais a abrasão dos seus dentes.

Isso também vau te interessar. Desvendamos 7 mitos e verdades populares sobre a saúde bucal

 

O que é a erosão dos dentes?

Saúde bucal: quais são as diferenças entre abrasão e erosão dental?

A erosão dental está relacionada à ação de processos químicos. Ela pode ser provocada pela ação de refluxos estomacais, bulimia ou consumo excessivo de alimentos ácidos que atingem a superfície dos dentes. Inclusive, por se tratar de uma problema frequentemente relacionado à exposição de sucos gástricos altamente ácidos, há um nome específico para a abrasão dentária com causas gástricas, ela é chamada de perimólise.

 

Ela é caracterizada clinicamente pelo desgaste da superfície palatina, parte localizada por trás dos dentes superiores. Há risco de causar desgaste severo e levar a alteração da arcada dentária e afetar a articulação temporomandibular (ATM). Estudos científicos apontam para o fator protetor da saliva, já que apesar de os dentes serem, muitas vezes, severamente atingidos pela agressividade do suco gástrico e outros ácidos, as gengivas, língua e parte interna das bochechas se mantém saudável, sem indícios de ferimentos.

 

Os pacientes diagnosticados com erosão dentária precisam tratar diretamente a causa do problema que está gerando a maior acidez na boca, para tratá-lo corretamente. Sem isso, a erosão não irá parar. Na maioria dos casos de erosão o tratamento deve ser realizado em forma de parceria entre o dentista e um gastrologista, pois é comum que a causa do problema esteja relacionada a problemas gastrointestinais, como excesso de produção de suco gástrico ou de alimentação com alto índice de alimentos ácidos.

Trocando em miúdos

Tanto a abrasão quanto a erosão causam desgastes na estrutura dentária. Como vimos, a principal diferença entre os dois problemas é quais agentes provocam o problema. Por isso, é importante entender como cada um deles age e se caracteriza para fazer o tratamento adequado. Afinal, se cada um dos problemas dentários que conhecemos mais neste artigo surge por conta de uma causa específica, agir diretamente nela é a melhor forma de evitar seu avanço, ter sucesso no tratamento e, também, evitar a sua reincidência no futuro.

 

Entretanto, independente da causa, manter a frequência de cuidados e higiene bucal é imprescindível para a boa saúde bucal, evitando não apenas problemas de desgaste dentário, como a abrasão e a erosão, como demais problemas que afetam os dentes, como a cárie, placa bacteriana, inflamação das gengivas, entre outros.

 

Para saber mais sobre saúde bucal, como prevenir os problemas mais comuns que atingem a nossa boca e dentes, e como tratá-los? Acesse o nosso site e fique por dentro de todos os nossos conteúdos.

 

Posts Relacionados

Quais são e a importância das 6 peças do seu apare... Você sabia que o seu aparelho ortodôntico é composto por várias peças? Além das mais conhecidas, outras não muito famosas também são de extrema impo...
Quais são os alimentos que fazem mal para os dente... Conheça os 7 alimentos que são os verdadeiros “vilões” para seus dentes e gengivas. Essa semana é comemorada o dia mundial da alimentação. E desde ...
Piercing na língua: conheça 5 riscos para a sua sa... Está afim de deixar o seu sorriso mais estiloso? Descubra quais são os 5 riscos para a sua saúde bucal ao colocar um piercing na língua. O costume ...
Dia mundial do dentista: você conhece todas as esp... Nesse dia 3 de outubro é comemorado o dia mundial do dentista, você conhece todas as especialidades odontológicas deste profissional? Temidos por uns...

Deixe uma resposta