Saúde bucal: quais os melhores tratamentos para o mau hálito?

Saúde bucal: quais os melhores tratamentos para o mau hálito?

O mau hálito é um problema que afeta mais pessoas do que você pode imaginar. Segundo estudo da Associação Brasileira de Halitose, quatro em cada 10 brasileiros sofrem deste problema.

 

Mas você sabia que este pode ser um indício de que algo está errado com a sua saúde bucal?

 

Nem sempre uma balinha de menta resolve, às vezes, a causa desse problema embaraçoso e que incomoda tanta gente pode ser mais grave do que parece e compromete sua saúde bucal seriamente.

 

Entre 90 e 95% das vezes, o motivo do mau cheiro na boca vem das cavidades bucais, e não estomacais como dizem. Já foram identificadas mais de 40 causas de halitose, que é o nome correto que se dá a este problema.

 

O mau hálito não é uma doença, mas sim um sintoma de que há algo errado com o seu organismo ou com sua boca.

 

Normalmente, as pessoas não conseguem sentir o cheiro do seu próprio hálito, por isso é importante cuidar da saúde bucal para evitar situações constrangedoras.

Já leu o nosso último artigo? O que é e como a laserterapia pode ser usada na odontologia?

 

Principais causas da halitose

 

Dentre as principais causas do mau hálito, as que mais se destacam são:

 

Má higiene bucal

Um dos principais agravantes para este problema é a má higiene bucal, que ocasiona o acúmulo de restos de alimentos na boca e faz com que as bactérias dissolvam partículas, liberando o forte odor.

 

Problemas dentários

Alguns problemas dentários como cárie, gengivite, periodontite e placa, por exemplo, auxiliam na proliferação de bactérias na boca.

Essas bactérias provocam odor e, se não combatidas, podem se tornar algo pior, como uma inflamação.

 

Sujeira na língua

Saúde bucal: quais os melhores tratamentos para o mau hálito?

 

Uma das causas mais conhecidas do famoso “bafo” é a saburra lingual, que são restos de alimentos acumulados em cima da língua, que, juntos com bactérias e células descamadas da boca, formam uma camada branca, às vezes amarelada, nesta parte da boca.

 

Jejum prolongado e boca seca

É importante manter a boca sempre úmida para que as glândulas salivares trabalhem na digestão dos alimentos. Além disso, não ficar muito tempo sem comer também auxilia no processo de salivação.

 

Alimentos propícios

Alimentos odoríferos, como alho e cebola, fazem com que o mau hálito permaneça na boca por mais tempo.

 

Além disso, vegetais como couve e brócolis aumentam a formação de enxofre no corpo e este gás costuma ser eliminado pela boca, causando mau hálito.

 

Prótese dentária

Pessoas que usam prótese costumam ter um acúmulo maior de resíduos de alimentos na boca por conta da dificuldade em realizar a limpeza.

 

Por isso, é importante que o paciente faça um acompanhamento com dentista e faça a higienização correta.

 

Isso também vai te interessar. Estética facial: Você sabia que dentistas podem aplicar Botox?

 

Cuidados para evitar o mau hálito

 

Saúde bucal: quais os melhores tratamentos para o mau hálito?

 

Fazer uma higiene bucal corretamente é a melhor forma de evitar este problema. Alguns hábitos devem ser adotados regularmente e após todas as refeições para manter o hálito sempre fresco e saudável:

 

  • Escovar os dentes;
  • Passar fio dental;
  • Usar enxaguante bucal – de preferência sem álcool;
  • Usar um limpador de língua;
  • Frequentar um dentista regularmente.

 

Escovar bem os dentes é a chave para combater este problema.

 

Escove sempre em movimentos circulares e verticais. Não se esqueça de passar pela gengiva e pela língua, pois são partes extremamente importantes e acumulam muitas bactérias e resíduos se não forem limpas corretamente.

 

O creme dental deve ser com flúor e não deve ultrapassar um centímetro, que equivale ao tamanho de uma ervilha.

 

Atitudes como essas evitam que você tenha o mau hálito a longo prazo, mas não tratam problemas dentais já existentes como placas e cáries, é preciso um diagnóstico e tratamento adequado para doenças específicas e apenas um dentista ou um médico pode indicá-lo.

 

Melhores tratamentos para mau hálito

 

Grande parte dos casos de mau hálito podem ser ocasionados por problemas dentários, como por exemplo cáries, placas e gengivite, que podem ser tratados com facilidade por um dentista. Se esse for seu caso, não hesite, procure tratamento antes que o caso se agrave.

 

Se o problema for o excesso daquela mucosa que fica na superfície da língua, chamada saburra, tratamentos caseiros podem solucionar, como gargarejo e enxágues com água morna, escovação e uso de enxaguante bucal sem álcool.

 

Caso o problema seja na salivação, existem bolinhas de silicone que, ao serem mastigadas durante o dia, estimulam a produção de saliva com mais qualidade.

 

Há problemas mais graves que causam o mau hálito, como diabetes, câncer e esofagite.

 

Nestes casos, se todos os procedimentos de limpeza forem feitos e a halitose ainda continuar, você deve procurar imediatamente um médico e realizar exames específicos como endoscopia ou teste de glicemia.

 

Não deixe de ler também e conheça os 7 benefícios principais do uso do aparelho ortodôntico

 

Bons hábitos que ajudam a amenizar o mau hálito

 

Saúde bucal: quais os melhores tratamentos para o mau hálito?

 

Criar bons hábitos é essencial para afastar o problema de mau hálito a longo prazo como beber bastante água, evitar o tabagismo e o álcool, pois essas substâncias contribuem para o ressecamento bucal e a desidratação.

 

Não ficar muito tempo em jejum e também moderar em alimentos como carne vermelha e temperos fortes.

 

Alguns alimentos podem ser grandes aliados no combate contra o mau hálito.

 

A maçã e a cenoura, que são exemplos de comidas fibrosas e evitam o acúmulo de resíduos no meio dos dentes, além de os limparem também.

 

Alimentos ácidos como limão e abacaxi auxiliam na produção da saliva, mantendo a boca úmida e evitando o odor.

 

Troque a bala de menta e o chiclete por cravo da índia.

 

Dentre os inúmeros benefícios dessa especiaria, o combate ao mau hálito é um deles, pois ele tem uma ação antisséptica e age contra as bactérias que causam a halitose.

 

Aposte também no gengibre, folhas de hortelã, própolis e experimente bochechos com enxaguantes caseiros à base de água oxigenada e glicerina vegetal.

 

Todos esses alimentos agem de forma eficaz no combate à halitose.

 

Como falamos, alho, cebola e pimenta já são conhecidos por todos como causadores de odor bucal, porém outros alimentos podem provocar a halitose também, como: comidas salgadas, frituras e carnes vermelhas.

 

No setor de bebidas, como dito acima, evite refrigerantes e álcool.

 

Por último, evite respirar com a boca. Este hábito faz com que a sua boca seque muito rápido e gere um odor.

 

Para afastar a halitose matinal se ela for muito forte, tente dormir de lado. Dessa forma as chances de você respirar pelo nariz durante o sono são maiores.

 

Trocando em miúdos

 

O mau hálito pode ser causado por muitas coisas. Por isso é preciso saber que ele é indício de algo errado, e não uma doença em si.

 

Se você desconfia de que está com halitose, procure um amigo de confiança e pergunte, pois, as células do nosso olfato já estão acostumadas com os nossos odores.

 

Não deixe esse problema prejudicar a sua vida e afetar a sua autoestima. Cuide do seu bem-estar e da sua saúde bucal.

 

Aproveite e compartilhe este conteúdo com seus amigos e ajude outras pessoas a se livrarem do mau hálito.

 

Acesse www.redeodonto.com.br e não deixe de nos seguir também em nossas redes sociais.

 

assinatura Dr. Sorriso

Posts Relacionados

Saúde bucal: quais os 4 principais tipos de dentes... Você conhece todos os dentes presentes na sua boca? Saiba que cada um deles tem sua própria função e são de extrema importância para a sua saúde bucal...
Você sabe do perigo que o carvão ativado causa nos...   Apesar de ser bastante utilizado para o clareamento dental, a ação do carvão ativado nos dentes ainda é um mistério tanto para leigos quan...
Saúde bucal: 6 problemas que afetam a sua gengiva ... Antes de falarmos sobre problemas, vamos lembrar alguns fatos importantes sobre saúde bucal. Saúde bucal importa. A boca nos conecta com outras part...
Desvendamos 7 mitos e verdades populares sobre a s... Quando se trata da sua saúde bucal e a estética do nosso sorriso, muitas dúvidas surgem e informações incertas obtidas por meio da internet ou produto...

Deixe uma resposta