Quais são e como evitar problemas dentários associados ao diabetes

Quais são e como evitar problemas dentários associados ao diabetes?

 

A diabetes é uma doença que afeta a capacidade do seu corpo de processar o açúcar. Ao ingerir alimentos ricos em carboidratos, são transformados em glicose, que é usada para fornecer energia, mas a diabetes compromete esse processo. Porém, você sabia que ela pode levar o diabético a desenvolver sérios problemas bucais?

 

Sabe-se que diabéticos têm mais chances de desenvolver problemas bucais. Isso acontece pois a diabetes pode reduzir o suprimento de sangue para as gengivas, causando infecções e fraqueza nos dentes.

 

Quando a diabetes não está controlada, a glicose, que está presente na saliva, ajuda as bactérias prejudiciais a se proliferarem. Como elas estão em um número muito alto, elas formam a placa, um dos principais problemas bucais e um dos causadores da cárie e do mau hálito.

 

Para saber se você está com algum problema, preste sempre atenção no surgimento de algum dos sintomas abaixo:

 

  • Gengivas recuando;

 

  • Sangramento, vermelhidão ou inchaço na gengiva;

 

  • Pus na gengiva, no periodonto e na poupa dental;

 

  • Desconforto ou diferença entre os dentes quando você morde;

 

  • Mau hálito ou gosto desagradável persistente;

 

  • Dores constantes ou dentes soltos;

 

  • Feridas que não cicatrizam.

 

Caso perceba algum desses sintomas, procure um dentista o quanto antes.

 

Não deixe de ler o nosso último artigo sobre. Saúde bucal: o que é mucocele e como evitar o seu aparecimento?

 

Principais problemas dentários associados ao diabetes

 

Quais são e como evitar problemas dentários associados ao diabetes

 

Cárie dentária: a sua boca contém naturalmente muitos tipos de bactérias. Quando açúcares e resíduos interagem com elas, forma-se um filme pegajoso em seus dentes chamado placa. Os ácidos da placa atacam as superfícies dos seus dentes (esmaltes e dentina) e isso pode levar à cárie.

 

Quando maior for o nível de açúcar no sangue, maior será o ácido que desgastará os seus dentes. Por isso, que uma diabetes não cuidada é tão prejudicial para a boca.

 

Boca seca (xerostomia):  algumas pessoas com diabetes também sentem falta de saliva, uma condição conhecida como boca seca. Este problema ocasiona várias outras complicações como mau hálito, por exemplo.

 

Sem saliva para manter a boca úmida e banhar os dentes, você pode estar em risco de cáries, doenças nas gengivas e aftas.

 

Isso também vai te interessar. Arraiá bão é arraiá com a saúde bucal em dia: confira 4 dicas

 

Outras três doenças possíveis

 

Doença gengival precoce (gengivite): a diabetes reduz sua capacidade de combater bactérias, pois, deixa o organismo mais vulnerável.  Se a placa não for removida com a higienização, ela endurecerá sob a linha da sua gengiva em uma substância chamada tártaro (cálculo dentário).



A placa mais longa e o tártaro permanecem nos dentes e irritam as gengivas. Com o tempo, suas gengivas ficam inchadas e sangram com facilidade.  Isso é conhecido como gengivite e, se não tratada, pode se tornar algo mais grave como periodontite.



Doença gengival avançada (periodontite): trata-se de uma gengivite mais grave, que destrói os tecidos moles e os ossos que sustentam os dentes. A periodontite faz com que suas gengivas e mandíbula se afastem dos dentes, fazendo com que os dentes soltem e caiam.



Essa doença tende a ser mais grave entre os diabéticos, porque o diabetes reduz a capacidade de resistir à infecção e retarda a cicatrização. A infecção também pode elevar o nível de açúcar no sangue, o que dificulta o controle da doença.

 

Prejuízo do paladar: diabéticos costumam apresentar alterações gustativas em desejo por alimentos de sabor adocicado com carboidratos refinados. Isso estraga o controle e danifica os dentes.

 

A perda do paladar é um sintoma muito comum quando a diabetes está descontrolada. Alterações gustativas costumam passar despercebidas, por isso são graves.

 

Segundo a Associação Americana de Diabetes (ADA), os diabéticos têm o dobro de chances de desenvolver doenças periodontais do que pessoas sem a doença, por isso eles precisam ter duas vezes mais cuidados.

 

Se os níveis de glicose não estiverem controlados quando estiverem com a doença, elas correm o risco de perderem os dentes muito rapidamente. Podem ter também cáries, placa, dentre outros problemas bucais por conta da boca seca.

 

leia também. Vantagens e desvantagens: conheça 4 tipos de escova de dentes

 

Como prevenir esses problemas?

 

Quais são e como evitar problemas dentários associados ao diabetes

 

Praticar uma boa higiene bucal e fazer limpezas profundas ajuda a melhorar os níveis médios de açúcar no sangue, além de realizar regularmente o exame HbA1c de medição para ter um controle.

 

Visitar um dentista regularmente é tão importante quanto qualquer outro médico, garanta que ele saiba que você tenha diabetes para que ele passe tratamentos adequados. Estudos mostram que tratar problemas bucais ajudam a melhorar o açúcar no sangue dos diabéticos, diminuindo a progressão da doença.

 

Controlar a diabetes é o primeiro passo de todos. Quanto melhor você controlar o seu nível de açúcar no sangue, menor é a probabilidade de você desenvolver problemas bucais e também outras condições mais graves de saúde.

 

Faça uma correta higienização diariamente. Escove os dentes pelo menos três vezes por dia, use fio dental e enxaguante bucal sem álcool, além de trocar a sua escova regularmente e usar objetos de qualidade e creme dental sempre com flúor.

 

Manter uma alimentação saudável também é essencial não só para a diabetes e para a saúde bucal, mas também para qualquer setor da nossa vida. Comer frutas, moderadamente, legumes e verduras ajudam a controlar os açúcares no sangue.

 

Outra dica de ouro é: não fume e evite álcool. Além de prejudicar a sua diabetes, tanto o cigarro quanto a bebida também ajudam no aparecimento de problemas bucais, ou seja, você pode evitar duas complicações em uma só.

 

Diabetes é uma doença séria e que infelizmente ainda não tem cura, precisa ser cuidada diariamente. Não se pode descuidar pois é silenciosa causa sérios problemas aos dentes e ao bem-estar de quem sofre com ela.

 

Para saber mais sobre como manter seu sorriso sempre saudável, acompanhe o nosso site e fique ligado nos próximos posts.

 

Posts Relacionados

Arraiá bão é arraiá com a saúde bucal em dia: conf... Junho chegou e com ele uma das épocas mais esperadas - e deliciosas -  do ano. Certamente, você passou esperando pelo momento de curtir o clima de fes...
Saiba como tratar a hipersensibilidade dental após... A hipersensibilidade dental pode surgir após o clareamento dental, como ação ao procedimento.   Se você está sentindo uma dor aguda nos d...
Piercing na língua: conheça 5 riscos para a sua sa... Está afim de deixar o seu sorriso mais estiloso? Descubra quais são os 5 riscos para a sua saúde bucal ao colocar um piercing na língua. O costume ...
Páscoa saudável: como cuidar da saúde dos seus den...     A Páscoa é um data de muita alegria, união e comemoração. Além disso, ela também é uma das épocas mais gostosas do ano - senão a m...

Deixe uma resposta