O que é e como a laserterapia pode ser usada na odontologia

O que é e como a laserterapia pode ser usada na odontologia?

Este procedimento que utiliza raios laser é um tipo de tratamento muito utilizado em diversas áreas da medicina, inclusive na odontologia, e que tem trazido resultados surpreendentes para os pacientes.

 

Quer saber mais sobre a laserterapia? Leia este artigo até o fim e descubra os benefícios que esse tratamento pode proporcionar à sua saúde bucal.

 

O que é a laserterapia?

 

A laserterapia é um tratamento que utiliza como base os raios laser. Ele é realizado em sessões e costuma ser eficaz e indolor. Os raios agem no tratamento de diversas doenças bucais e também na cicatrização e regeneração de tecidos.

 

O laser presente no equipamento de laserterapia é composto por um raio de luz.

 

Dentro dele contém comprimentos de ondas magnéticas que ao entrar em contato com os tecidos, agem como um tratamento odontológico.

 

Já leu o nosso último artigo? Estética facial: Você sabia que dentistas podem aplicar Botox?

 

 

Quais são os benefícios da laserterapia?  

 

São muitos os benefícios da laserterapia.

 

Os raios laser funcionam tanto como tratamentos diretos para diversos tipos de problemas odontológicos quanto como coadjuvantes em procedimentos específicos em casos oncológicos ou clareadores, por exemplo.

 

Entre os principais objetivos, estão:

  • Ação analgésica e anti-inflamatória;
  • Regeneração de tecidos;
  • Cicatrização de feridas;
  • Remoção de vírus;
  • Descontaminação dos canais dentários;
  • Auxílio no clareamento dental;
  • Redução do inchaço;
  • Revitalização de pele.

 

Quais os problemas podem ser tratados com laserterapia?

 

O que é e como a laserterapia pode ser usada na odontologia

 

A laserterapia tem se tornado cada vez mais comum para tratamentos odontológicos. Veja os mais comuns:

 

Dor de dente

 

A laserterapia tem uma ação analgésica e anti-inflamatória.

 

É indicada para tratamentos pós-operatórios, dores nevrálgicas, mialgias e de origem pulpar.

 

Um dos usos mais comuns é após a extração do dente, o processo chamado exodontia.

 

Após este procedimento, o paciente costuma sentir uma dor forte por causa da inflamação – alveolite – e a laserterapia costuma amenizar grande parte dessa dor.

 

Aftas, fissuras e feridas

 

Como a laserterapia tem um processo de regeneração de tecidos, ela tem o poder de intensificar a recuperação do local machucado.

 

Além de fazer o processo de bioestimulação dos tecidos, a laserterapia tem ação anti-inflamatória, agindo contra a dor que essas feridas causam.

 

Clareamento dental

 

O laser atua como um coadjuvante no processo de clareamento dentário, já que o principal ingrediente deste método é o gel de peróxido.  

 

A função do laser seria ativar este gel, que é aplicado sobre os dentes e não deve, em hipótese alguma, ter contato com a mucosa da boca ou a gengiva.

 

Sensibilidade dentária

 

Quando uma parte da raiz do dente fica exposta, o paciente tem muitas dores e a arcada dentária fica mais sensível.

 

Esse é um dos problemas odontológicos mais comuns.

 

Com a aplicação do laser, os sintomas, principalmente a dor, são diminuídos e até mesmo eliminados, isso graças à ação anti-inflamatória da luz.

 

Doenças oncológicas

 

Já foi comprovado que o uso de raios laser de baixa intensidade auxilia no processo de recuperação de pacientes oncológicos, que passarão ou ainda vão passar por algum tipo de cirurgia oral.

 

Os raios atuam na diminuição das dores e da sensibilidade bucal e também tem ação anti-inflamatória.

 

A aplicação evita também infecções e a expansão de bactérias.

 

Isso também vai te interessar. Conheça os 7 benefícios principais do uso do aparelho ortodôntico

 

Herpes labial

 

A doença é causada por um vírus e, quando a imunidade do paciente está mais baixa, algumas feridas e bolhas na boca surgem e costumam ser doloridas e coçar muito.

 

A laserterapia é indicada a qualquer momento para quem tem herpes labial, pois ela aumenta a imunidade, acelera a cicatrização, regenera os tecidos, diminui a dor e até mesmo elimina os vírus.

 

Paralisias

 

Seja por infecções bacterianas ou virais, a laserterapia auxiliar na recuperação de paralisias, levando mais energia às células e funcionando como um biomodulador da área atingida.

 

Este tipo de tratamento exige um pouco mais de paciência pois o problema é mais grave e a recuperação é gradativa, portanto são necessárias várias sessões para atingir o resultado.

 

Parestesias

 

Quando alguma coisa dá errado em intervenções cirúrgicas, como em uma extração de siso ou implante, e algum feixe nervoso é atingido, é chamada de parestesia.

 

A laserterapia age na recuperação da sensibilidade da parte atingida e também na amenização da dor.

 

Dores nas articulações temporo-mandibulares

 

A laserterapia é uma excelente alternativa para tratamentos de dores nessa região.

 

Sessões de laser ajudam na ação analgésica para amenizar a inflamação. Sessões de raios de luz agem diretamente na base óssea e por isso são eficazes não só na odontologia, como também na fisioterapia e na urologia.

 

Auxílio em procedimentos cirúrgicos

 

Na aplicação de anestesias, o laser reduz o desconforto durante a aplicação e aumenta a absorção do anestésico.

 

O laser também é um auxílio na diminuição de edemas durante a cirurgia, pois esteriliza a área do corte e diminui o sangramento.

 

Como funciona a laserterapia?

 

O que é e como a laserterapia pode ser usada na odontologia

 

O processo de laserterapia é dividido em duas partes: os de alta potência, usados em preparos nas cavidades dentárias e em procedimentos cirúrgicos.

 

E os de baixa potência, usado em terapias de amenização de dor, regeneração de células, aceleração de cicatrização, entre outros tratamentos.

 

O profissional aponta os feixes de luz na região pretendida e faz os movimentos recomendados para cada caso.

 

Os raios laser têm como função ativar a microcirculação biológica, agindo de diversas formas: terapeuta, estética e cirurgicamente.

 

O laser mais comum e utilizado pelos profissionais é o de diodo, que tem comprimentos de onda no vermelho e no infravermelho.

 

Ele pode ser usado tanto nos tratamentos de alta quanto de baixa potência.

 

Leia também. Saiba como tratar a hipersensibilidade dental após o clareamento

 

Quais são as contraindicações da laserterapia?

 

Como todo procedimento médico, a laserterapia também tem contraindicações, e a mais grave delas é quando há uma suspeita de tumor.

 

Isto se deve pois, o laser age no estímulo do metabolismo das células locais. Caso for aplicado onde há células cancerígenas, essas células podem se expandir.

 

Mas cada caso deve ser avaliado e apenas um profissional deve indicar se a laserterapia é ou não o melhor tratamento para cada paciente.

 

Por não envolver medicamentos e não ser invasivo, não há riscos de prejudicar os órgãos internos.

 

Apostar na laserterapia é uma excelente alternativa para quem quer tratamentos indolores e eficazes.

 

Na área odontológica, onde as regiões tratadas costumam ser sensíveis, este tipo de terapia é super indicado e comprovadamente traz resultados.

 

Você já conhece os inúmeros benefícios da laserterapia nos tratamentos odontológicos. Compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais e ajude seus amigos a ter uma melhor saúde bucal!

 

Acesse www.redeodonto.com.br e nos siga em nossas redes sociais.

 

Dra. Clara

Posts Relacionados

Como ter um implante dentário pode fazer a diferen... A saúde do nosso corpo está intimamente relacionada com a nossa saúde bucal. Engana-se - e muito - quem pensa que uma não tem nada a ver com a outra. ...
Quais são e como evitar problemas dentários associ...   A diabetes é uma doença que afeta a capacidade do seu corpo de processar o açúcar. Ao ingerir alimentos ricos em carboidratos, são transform...
Abscesso dentário: o que é e como tratar a dor de ... Não pense que dor de dente é uma coisa comum. Saiba as causas, sintomas e tratamentos do abscesso dentário. Muito se engana quem acha que ter uma d...
Aparelho Ortodôntico Autoligado: 6 benefícios para... No momento de iniciar um tratamento ortodôntico muitas dúvidas podem surgir. Entre elas, qual é o tipo de aparelho ideal para o seu caso. Será que é o...

Deixe uma resposta