Higiene bucal também inclui a língua! Confira 5 formas de cuidar da sua

Higiene bucal: você sabe como limpar sua língua?

Você tem o costume de limpar a língua durante a higiene bucal? Esta é uma parte importantíssima, que, muitas vezes, pode ser esquecida. A limpeza da língua é fundamental para uma boca saudável.

 

A falta de higiene é uma das principais causas do mau hálito

 

Assim como a cárie, doenças gengivais e periodontais, o mau hálito também é ocasionado pela falta de higiene bucalMuitas vezes, a halitose (nome correto da disfunção) é ligada a desordens estomacais. Mas, não é assim que acontece, na realidade. Entre 90 e 95% dos casos, a causa vem da própria cavidade bucal.

 

Causas da halitose

 

Segundo profissionais e pesquisadores, existem mais de 40 causas para o mau hálito. No entanto, neste artigo, vamos focar nos motivos ligados à língua.  Já ouviu falar na saburra lingual? Se trata de uma camada branco-amarelada formada por restos de comida, bactérias e células descamadas da boca, que se deposita na superfície da língua. Apesar de ser um acontecimento natural, é o acúmulo deste material pela falta de higiene bucal que causa transtornos. Quando ele permanece no fundo da língua, as bactérias, já presentes ali, aproveitam os resíduos alimentares, soltando enxofre (um gás de cheiro intenso). E não custa lembrar: é a higiene bucal adequada que impede que restos de alimentos se acumulem entre os dentes, na língua e na gengiva.

 

Mas qual a melhor maneira de higienizar a língua?

 

Higiene bucal também inclui a língua! Confira 5 formas de cuidar da sua


Mantenha os cuidados diários de limpeza bucal


Você provavelmente já sabe que é importante escovar os dentes, pelo menos, 3 vezes ao dia, sem esquecer do fio dental
Agora, anote esta dica! Se você utilizar um instrumento próprio para a limpeza da língua, sua higiene ficará ainda mais completa. Conhecido como limpador ou raspador de língua, esta ferramenta é muito eficiente para tirar a saburra. Vale ressaltar que você consegue encontrar este produto nas drogarias mesmo. Mesmo sendo um hábito eficiente, caso não se adapte, você pode optar por usar a própria escova de dentes, na posição horizontal, que também será uma ótima opção.


Escove sua língua SEMPRE

 

Se fazer uma má higienização já ocasiona todos esses problemas, imagina se você deixar de escovar a língua nos intervalos das refeições? Entre o café da manhã, almoço, lanche, janta, entre outras… É muito resto alimentar para as bactérias fazerem a festa. Para piorar, elas amam os sulcos da língua. Essas protuberâncias podem estar contribuindo para o seu mau hálito, já que alguns gases são liberados. Por isso, se você quer controlá-lo, escove sempre a língua. E não é só ela, viu? O céu da boca e a gengiva também!


Beba bastante água

 

Já reparou que quando acordamos o hálito está mais forte? Isso porque a boca fica mais seca após o período noturno, quando há menor produção de saliva, a qual contém o oxigênio, responsável pela produção das bactérias. Ou seja, menos saliva, mais bactérias e, consequentemente, mais mau hálito. Apesar de ser mais forte na parte da manhã, ele também pode ocorrer em outros períodos do dia. Porém, a água, que traz grandes vantagens para a nossa saúde em geral, especialmente na boca, umedece a mucosa ressecada, hidrata o organismo e estimula as glândulas salivares. Sendo assim, mantenha uma hidratação, tomando muito líquido, constantemente.

 

Não deixe o estresse tomar conta

 

Questões relacionadas ao nosso bem-estar mental são refletidas diretamente em nosso corpo. O estresse é um exemplo. Mas como ele reflete em nosso hálito? Quando uma pessoa está sofrendo com tensão exacerbada, há mais liberação de alguns hormônios (cortisol e adrenalina). São eles que interferem no funcionamento do corpo, neste momento. Na boca, a produção das glândulas salivares será inibida, deixando-a mais seca. A dica é procurar um profissional especializado para tratar as causas desse desconforto emocional.


Utilize um bom enxaguante na hora da higiene bucal

 

O enxaguante bucal pode ser um instrumento complementar para manter a boca mais refrescante. Para saber como fazer a utilização dos enxaguantes bucais da forma correta, você pode consultar um dentista e seguir suas orientações. Existem opções com álcool e sem álcool, com flúor ou sem flúor. Como estes componentes antibacterianos podem ter efeitos colaterais, produtos naturais são uma tendência. Esses também precisam da orientação e prescrição do seu dentista.

 

Não deixe de visitar o seu dentista

 

Enfatizamos aqui também a importância de fazer visitas ao dentista de seis em seis meses. Além de manter em dia a prevenção de doenças bucais, como a cárie dentária, o profissional vai analisar completamente a sua boca. Assim, é possível realizar até mesmo a identificação de lesões precoces, como, por exemplo, o câncer bucal, ajudando a prevenir e tratar o quanto antes possível.


Agora que você já sabe da importância de incluir a sua língua na sua higiene bucal, continue nos acompanhando que em breve tem mais conteúdos para você. vamos agendar uma avaliação, clique aqui e encontre uma perto de você.

 

Posts Relacionados

Arraiá bão é arraiá com a saúde bucal em dia: conf... Junho chegou e com ele uma das épocas mais esperadas - e deliciosas -  do ano. Certamente, você passou esperando pelo momento de curtir o clima de fes...
4 dicas importantes de cuidados com os dentes no v... Estar de férias não é desculpa para deixar a saúde da sua boca de lado. Confira 4 dicas para dentes mais saudáveis no verão. A estação mais quente ...
Dia do dentista: 8 fatos que seu dentista gostaria... Sorria! Hoje é o dia do dentista. E como bom profissional que é, ele gostaria que você soubesse que ele pode desmascarar mentiras, cáries, doenças e m...
Desvendamos 7 mitos e verdades populares sobre a s... Quando se trata da sua saúde bucal e a estética do nosso sorriso, muitas dúvidas surgem e informações incertas obtidas por meio da internet ou produto...

Deixe uma resposta