Dia das crianças: 6 dicas de cuidados da saúde bucal dos pequenos

Dia das crianças: 6 dicas de cuidados da saúde bucal dos pequenos

O dia das crianças vem aí e com ela as guloseimas que a criançada ama. Mas você papai ou mamãe devem ficar atentos nessa época principalmente se tratando da saúde bucal dos seus filhos. A odontopediatria é uma área da odontologia que cuida da saúde bucal das crianças e ajuda a prevenir o aparecimento de cáries e outras lesões. Os cuidados odontológicos na primeira infância, fase de descobertas, adaptações e período no qual hábitos saudáveis devem ser semeados e cultivados, são extremamente relevantes. Por isso, se você é um pai ou mãe de primeira viagem, continue por aqui para entender melhor o que é a odontopediatria.

 

Qual o papel da odontopediatria?

 

Como falamos, a odontopediatria é a área que cuida da saúde bucal das crianças, da prevenção de doenças que atingem dentes e gengivas. Saber cuidar adequadamente dessa região do corpo não é importante apenas para preservar os dentes, mas sim a saúde como um todo, já que a boca é uma porta para a entrada de germes e bactérias. Para que nada comprometa o sorriso e a saúde dos pequenos, preparamos uma lista com seis dicas, com recomendações de profissionais de odontopediatria para manter bocas e dentes lindos e saudáveis:

 

6 dicas de cuidados da saúde bucal infantil

Dia das crianças: 6 dicas de cuidados da saúde bucal dos pequenos

Veja a seguir algumas dicas simples e muito importantes para a saúde bucal das crianças.

1. Não descuide da limpeza da boca do bebê

De maneira delicada, limpe cada cantinho da boca do bebê com um paninho ou gaze embebida em água. O hábito deve ser cultivado antes mesmo da primeira dentição. Outro benefício dessa prática pode ser notado quando os primeiros dentinhos começam a apontar. A massagem, além de limpar, leva alívio ao desconforto causado pelo nascimento dos dentes.

 

2. Presenteie a criança com uma escova infantil divertida

Uma boa maneira de incentivar a prática da escovação diária e após as refeições é transformar esse momento em diversão. E um dos recursos disponíveis é a escova de dentes. Para isso, primeiramente, observe qual é a escova mais adequada à idade e ao tamanho da boquinha da criança. Tamanho escolhido, invista em um modelo divertido para que ela associe a escovação a um momento leve e feliz.

 

3. Esteja presente durante a escovação

Até os sete anos, a criança não deve escovar os dentes sozinha. A presença de um dos pais ou responsável é importante para ensinar coisas básicas, que nós, adultos, já fazemos automaticamente, mas que é novidade para os pequenos. Uma delas é a maneira correta de segurar a escova de dentes. Mostre como pegá-la e conduza, segurando a mão da criança, em pequenos movimentos. Lembre-se que eles ainda não desenvolveram por completo a coordenação motora e não tem controle sobre os movimentos e a força empregada para executá-los, ocasionando em machucados na parte interna da boca. Além desse cuidado, é importante mostrar a quantidade de pasta ideal para a limpeza dos dentes. Assim como o volume de água necessário para fazer o enxágue.

 

Aproveite o momento, também, para ensinar a importância de evitar o desperdício. Por que não? Crianças conscientes se tornam adultos conscientes. Também é importante salientar que, melhor do que vigiar o momento da escovação é fazer parte dele. Mostrar que o adulto também pratica sua higiene bucal com regularidade e responsabilidade consiste no melhor dos exemplos. Essa experiência pode ser uma oportunidade para fortalecer laços e construir um episódio feliz na memória de pais e filhos.

 

4. Ensine a usar fio ou fita dental


Veja a seguir algumas dicas simples e muito importantes para a saúde bucal das crianças.

Adultos são incentivados e lembrados a todos os momentos sobre a importância do uso do fio ou fita dental como uma das etapas de higienização bucal. E esse lembrete também deve se estender às crianças. É importante fazer com que elas entendam o papel do fio ou da fita para a remoção dos resíduos alimentares alojados entre os dentes e a gengiva. Para que a criança se sinta parte do processo, analise se ela tem mais facilidade em usar a fita ou o fio dental e se não está empregando muita força durante a limpeza.

 

Caso ela se machuque, o acidente poderá agir como fator inibidor, fazendo com que a criança não queira mais aliar essa etapa ao processo diário de higienização. De acordo com os odontopediatras, as crianças já podem usar o fio ou fita dental a partir de quatro anos, mas somente sob supervisão de um adulto. Depois dos sete anos, elas já podem fazer a limpeza sozinhas.

 

5. Cuide da alimentação das crianças

Ensinar a forma correta de se escovar os dentes e o uso do fio dental é de extrema importância, mas a alimentação também conta como forma de prevenção de doenças bucais. Para que eles desenvolvam dentes resistentes, a adoção de uma dieta equilibrada com ampla variedade de vitaminas, cálcio, fósforo e sais minerais é fundamental. Doces e outros tipos que as crianças costumam “beliscar” entre uma refeição e outra devem ser evitados, pois os açúcares e amidos presentes em vários tipos de alimentos são nocivos à integridade dos dentes.

 

Isso acontece porque esses elementos combinam-se à placa bacteriana e produzem substâncias ácidas que atacam o esmalte e provocam as cáries. Para que isso não aconteça, sem ter que retirar qualquer resquício de doce, batata frita, refrigerantes, biscoitos e, até mesmo, frutas secas da dieta das crianças, faça com que elas escovem os dentes até 20 minutos após a ingestão desses alimentos. Esse é o tempo limite para que aos ácidos da placa comecem a agir.

 

6. Visite o dentista com regularidade

Também é essencial que as visitas ao dentista sejam tratadas de forma tranquila, como parte da rotina de uma vida saudável. Aproveite cada consulta para relembrar os hábitos de higienização e falar sobre a importância do dentista na saúde bucal da criança e de toda sua família. Essa prática é importante para não incentivar o mito de que ir ao dentista é algo torturante. Alimente a ideia de que os profissionais de saúde bucal são nossos aliados na busca de uma melhor qualidade de vida.

Gostou desse conteúdo? Então, curta e compartilhe com seus amigos que têm filhos, e ajude a divulgar a importância de se cuidar da saúde bucal desde os primeiros meses de vida.

 

Deixe uma resposta