Não tenha mais medo de dentista com estas dicas

Como surge e como tratar o medo de dentista com dicas básicas

Quem não conhece alguém que tenha medo de dentista ou pavor daquele famoso barulho dos aparelhos utilizados no consultório? Este ainda é um sentimento muito comum que as pessoas compartilham com estes profissionais, muitas vezes apenas por senso comum. O medo de dentistas se chama odontofobia e está ligado a outras fobias muito comuns, como medo de médicos, agulhas, sangue, hospitais, dores, entre outros. Segundo estudos, cerca de 50% da população tem odontofobia ou sente ao menos uma ansiedade fora do normal antes das consultas.

 

O problema afeta tanto crianças como adultos e são inúmeras e particulares as causas. Desde um mito popular até alguma situação traumática que a pessoa viveu ou ouviu algum relato. Porém, na maioria dos casos, o medo de dentista não passa de ansiedade. Por ser uma área sensível, é comum as pessoas sentirem-se apavoradas antes mesmo de chegar ao consultório, já imaginando que todos os procedimentos possam doer ou ferir a boca.

 

Visitar o dentista é, ou deveria ser, tão como visitar qualquer médico. Ele é o profissional capaz de identificar corretamente os problemas que possam existir na sua boca além de tratar. Assim como qualquer procedimento médico, pode causar incômodo ou não. Listamos aqui algumas dicas para superar o medo de dentista. Quer saber acabar com esse medo? Leia este artigo até o fim!

 

Não confie em qualquer tipo de informação. Desvendamos 7 mitos e verdades populares sobre a saúde bucal

 

Escolher um dentista de confiança

 

Isso vale para auxiliar na busca de qualquer tipo de profissional. A melhor forma de achar um bom dentista é por meio de indicações. É recomendado também ler avaliações na internet sobre este profissional para ter mais tranquilidade e referências. Além disso, também é válido consultar mais de um profissional quando você não sente segurança ou confiança no atendimento e diagnóstico dado pelo primeiro dentista. Assim, quando você encontrar o profissional ideal, terá mais confiança para seguir com o tratamento.

 

Descubra quais são as suas preocupações

 

Antes de tudo, é preciso entender o que faz você ter tanta fobia de visitar um dentista. Algumas pessoas podem ter medo de sentir dor, outras podem ter aversão à sensibilidade ou o barulho do temido motorzinho. Identificando o seu medo, fica mais fácil criar estratégias para superá-lo. Afinal, não há como evitar as visitas no dentista por muito tempo, pois elas são fundamentais para a sua saúde bucal.

 

Leve alguém com você

 

Leve alguém com você ao dentista

Esta é uma ótima opção para ficar mais seguro e distraído durante a consulta ao dentista. Converse com aquele seu bom amigo e peça esse favor. Certamente ele vai ajudar com prazer. Normalmente, a primeira consulta é mais conversa com o dentista e avaliação, portanto é mais um sinal para você perder o medo e agendar um horário. Aproveite para tirar dúvidas e ficar mais íntimo do seu dentista, estreitando a confiança.

 

 Muito além de peças metálicas… Quais são e a importância das 6 peças do seu aparelho ortodôntico

 

Conheça e entenda os benefícios dos tratamentos odontológicos

 

É inegável que existem muitos benefícios nos tratamentos ortodônticos. Mas quando entendemos o papel de cada um deles e quantas coisas positivas podem ser acarretadas a partir deles pode ser que a coragem de enfrentar os medos aumente. Ver o resultado do seu tratamento como uma recompensa pelo seu esforço em superar o seu medo é muito gratificante!

 

Converse com o seu dentista

 

converse sobre o seu medo de dentista

É importante que o profissional esteja ciente de todos os seus medos, inseguranças e de tudo o que incomoda você. Por isso, durante a consulta, exponha isso sem vergonha ao seu dentista. Sabendo de tudo o que pode causar certa aflição em você, o dentista poderá criar uma rotina de tratamento adaptada às suas necessidades para que você se sinta o mais confortável possível durante o tratamento.

 

Foque na respiração ou em outras distrações

 

Muitos psicológicos indicam exercícios de respiração para controle de estresse e ansiedade, e isso vale também para acalmar os nervos durante a sua primeira consulta com o dentista e afastar o medo de vez. Se o barulho do motor te incomodar ou assustar, opte por fones de ouvido para diminuir essa tensão. Ao sair do consultório, faça algo relaxante como ler um livro, ouvir uma música ou ir a um parque, isso ajuda no processo de desassociação do medo ao dentista.

 

Procure alternativas como a hipnoterapia

 

Em casos extremos, em que a pessoa paralisa na sala do dentista e impossibilita o tratamento, é recomendada a hipnoterapia, que são sessões de terapia hipnotizadoras que ajudam o paciente a prosseguir com o tratamento. Inclusive, algumas clínicas aderiram aos psicólogos nas salas para auxiliar em casos extremos. Além da hipnoterapia, são utilizadas técnicas de relaxamento e meditação antes das consultas.

 

Dicas bônus

 

Leve seus filhos ao dentista desde muito cedo, deitar na cadeira, fazer uma avaliação, uma limpeza, o deixará mais confiante e sem medo para quando precisar realizar procedimentos maiores.

Leve seu fones de ouvido, óculos de realidade virtual, ou qualquer outra coisa que o retire daquele local sem atrapalhar no procedimento.

 

Não tenha medo de fazer mais pelo seu sorriso

 

Há casos graves em que o paciente fica paralisado na sala do dentista ou então precisam levar o tratamento odontológico em paralelo ao tratamento psiquiátrico para que se chegue à conclusão dos procedimentos sem mais traumas. Como vimos, a odontofobia é um problema sério que pode prejudicar o bem-estar dos pacientes, pois é a sua saúde bucal que está em jogo. Por este motivo, é preciso tratar esta fobia para evitar doenças bucais e problemas dentários se tornem mais sérios.

 

Vale ressaltar que quanto melhores são os cuidados com a higiene bucal, menores são as chances de problemas bucais e a necessidade de tratamentos odontológicos mais invasivos, também são reduzidas.  Uma escovação correta, combinada ao uso de fio dental e enxaguantes bucais são alguns hábitos recomendados. Visitar dentistas regularmente para saber se está tudo bem também é ideal para ter mais qualidade de vida.

 

Não deixe que algum trauma ou a ansiedade atrapalhe você na busca de ter um sorriso perfeito. Invista no seu bem-estar e veja que os benefícios vão desde a melhora na saúde bucal até o aumento da autoestima.  Um sorriso bonito e bem cuidado melhora a aparência e deixa o paciente mais confortável esteticamente.

 

Este conteúdo ajudou você de alguma forma? Então, confira outros artigos relacionados em nosso site, tire suas dúvidas e veja dicas de como melhorar a sua saúde bucal.

 

Posts Relacionados

Como curtir o carnaval mantendo a sua saúde bucal ... Curtir o carnaval é bacana, mas manter a saúde bucal em dia é ainda melhor. Ainda que os quatro dias de carnaval passem rápido, precisamos ter algun...
8 especialidades odontológicas que a Rede Odonto t...   Confira quais são as 8 especialidades da odontologia mais procuradas e encontre todas aqui, na Rede Odonto.   Há mais de 20 anos a Re...
Saúde bucal não sai de férias: 6 razões para levar...   O mês de julho não é um mês qualquer, não para quem é criança ou para quem tem filhos em idade escolar. Isso porque o sétimo mês do ano traz...
5 passos de como fazer o agendamento online nas cl... A Rede Odonto oferece, através de seus consultórios associados, várias especialidades odontológicas para você como ortodontia, cirurgia, implantes, cl...

Deixe uma resposta