Câncer de mama: conheça os sintomas, tratamentos e causas

Câncer de mama: conheça os sintomas, causas e tratamentos

No mês da campanha do Outubro rosa, saiba mais sobre o câncer de mama: sintomas, tratamentos e causas.

Cuidar da nossa saúde deve ser uma prioridade em nossas vidas, nesse mês da campanha do Outubro Rosa, nós da Rede Odonto preparamos um artigo especial sobre o câncer de mama, para que você entenda a importância dessa campanha, e de que cuidar da nossa saúde em geral é dever de todos nós.

É importante que você saiba que, se caso o diagnóstico de câncer de mama for positivo, com os tratamentos feitos com medicamentos de forma correta e o acompanhamento médico for regular, você poderá ter uma vida ativa. Não desista, trate.

Uma corrida contra o câncer de mama.

Tudo começou em 1990 na cidade de Nova Iorque nos Estados Unidos. A Fundação Susan G. Komen for the cure, organizou uma corrida que teria como objetivo a arrecadação de dinheiro para os fundos da instituição e também para alertar e informar as pessoas (principalmente as mulheres) sobre o câncer de mama.

A corrida conseguiu atingir um número considerável de participantes, que usaram na altura do peito um laço rosa, que mais para frente se tornaria o símbolo da campanha do Outubro Rosa.

Desde então a corrida começou a acontecer ano após ano na cidade, até que, em 1997, se estendeu para outras cidades do país que mais para frente se tornaria o que conhecemos hoje como Outubro Rosa, uma campanha mundial de conscientização sobre o câncer de mama.

uma corrida contra o câncer de mama

 

Afinal o que é câncer de mama?

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve por resultado de alterações genéticas em certos conjuntos da região mamária, que começam a se dividir de forma descontrolada ocasionando o crescimento anormal das células da mama, tanto nos glóbulos mamários, quanto no seu ducto.

O quanto o câncer de mama atinge as mulheres?

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais atinge as mulheres no mundo, de acordo com a Organização Mundial de saúde (OMS), 1,38 milhões de novos casos são identificados por ano e 458 mil mortes são registradas.

Os números realmente são alarmantes, principalmente quando são comparados a casos envolvendo homens. A proporção de homens e mulheres é de 1:100, ou seja, para cada 100 mulheres com câncer de mama, um homem terá a doença.

 

Quais são os tipos de câncer de mama?

Em geral, existem vários tipos e subtipos de câncer de mama, para o diagnóstico, é levado em conta alguns critérios como:

 

O tumor é ou não invasivo?

O tumor do câncer de mama não é considerado invasivo quando as células ficam em apenas um ponto da mama, ou seja, não se espalha a outros órgãos.

Caso o tumor consiga migrar para outras partes do organismo ele é considerado um tumor invasivo.

 

O estádio (extensão) do tumor:

A evolução dos estádios do câncer de mama são baseados em números. O estádio 0, quando descoberto nesse período inicial, existe maior probabilidade de cura.

Já o estádio 4 é quando existe comprometimento de todo o sistema linfático, ou seja estádio mais avançado.

 

E sua avaliação imunoistoquímica:

No câncer de mama, a avaliação imunoistoquímica tem como objetivo avaliar se aquele tumor tem receptores hormonais. Existem três tipos de receptores: o de estrógeno, o de progesterona e o de HER-2.

Esses receptores são agravantes da doença do câncer de mama, pois eles fazem com que determinado hormônio seja atraído para o tumor maligno causador da doença.

 

Quais são os tipos histológicos do câncer de mama?

  • Carcinoma ductal in situ;
  • Carcinoma ductal invasivo;
  • Carcinoma lobular in situ;
  • Carcinoma lobular invasivo;
  • Carcinoma inflamatório;
  • Doença de Paget.

 

Quais são os sintomas do câncer de mama?

Sintomas do cancer

 

Em geral, os sintomas do câncer de mama costumam variar de acordo com o estágio e o tamanho em que o tumor se encontra, no estadiamento inicial por exemplo, não há sinais de sintomas recorrentes da doença.

No entanto, se o tumor está no estágio 2, 3 ou 4, os sintomas começam a aparecer de formas variadas, listamos aqui os sintomas mais comuns:

 

  • Feridas na mama, nos casos mais avançados;    
  • Pele enrugada, como “casca de laranja”;
  • Alterações no tamanho dos mamilos;
  • Nódulos nas axilas;
  • Secreção escura saindo dos mamilos;
  • Vermelhidão na pele, inchaço, ou sensação de queimação na mama.

 

Além de exames de imagem como, mamografia, ecografia, e ressonância magnética, é necessário fazer uma biópsia do tecido mamário coletado para identificar se as células que estão ali presentes são benignas ou malignas.

Após fazer o diagnóstico, os médicos vão fazer uma análise dos receptores hormonais em relação ao tumor para saber se há presença de algum ou não.

O tratamento será correspondente ao resultado dessa análise dos receptores hormonais.

 

Quais os tipos de tratamento do câncer de mama ?

tratamentos do câncer

 

Como já falamos antes, todo tratamento do câncer de mama será de acordo com o estadiamento do tumor, se há presença de receptores hormonais ou não, se foi diagnosticada a metástase do câncer entre outros fatores.

Uma coisa é certa, todo cancer deverá ser retirado completamente com uma cirurgia, que em alguns casos pode ocorrer a retirada de toda a mama ou apenas a retirada parcial.

Em alguns casos, a cirurgia pode ser combinada com outros tratamentos dependendo do caso de cada paciente.

Tratamento local do câncer de mama: o tratamento local do câncer de mama, consiste em uma cirurgia para a retirada parcial ou total da região mamária, seguida por uma radioterapia, que é um tratamento que usa radiação ionizante no local do tumor.

Tratamento sistêmico do câncer de mama: esse tipo de tratamento, consiste em um conjunto de medicamentos que são ministrados via oral ou pela corrente sanguínea.

Nos dois casos, esse tratamento irá agir em todo corpo, atingindo o tumor onde quer que ele esteja em caso de metástase.

Existem três tipos de tratamentos sistêmicos do câncer de mama:

 

Quimioterapia

Esse tratamento tem como objetivo destruir, controlar ou inibir o crescimento das células doentes, para isso são utilizados medicamentos orais ou intravenosos.

A Quimioterapia pode ser indicada antes ou após a cirurgia, o período também pode variar de acordo com cada caso.

 

Hormonioterapia

A Hormonioterapia só pode ser utilizada em pacientes que apresentaram pelo menos um receptor hormonal em seu tumor.

Esse tratamento é feito em geral de forma oral, e seu conjunto de medicamentos agem no organismo impedindo a ação dos hormônios que fazem com que as células cancerígenas cresçam.

 

Imunoterapia

Essa terapia que também é conhecida como terapia anti HER-2, é formada por drogas que tem como principal função bloquear alvos específicos de algumas proteínas ou certos mecanismos de divisão celular, presentes apenas nas células tumorais.

Os medicamentos da Imunoterapia geralmente são ministrados de forma oral, para que assim possam agir de forma mais rápida e assertiva no paciente.

 

Como prevenir o câncer de mama?

Prevenir o câncer

 

Existem várias formas para se prevenir o câncer de mama, a mais conhecida de todas e talvez a mais falada é o autoexame nas mamas, onde deve-se deve palpar suas mamas e axilas com as pontas dos dedos, e fossas claviculares (“saboneteiras”), para que assim possa se detectar nódulos existentes.

Mas o autoexame não é suficiente para diagnosticar o câncer de mama de forma precoce.

A prevenção em geral pode ser dividida em primária, que se caracteriza na adoção de hábitos saudáveis, e secundária que diz respeito a exames que podem rastrear a fim de fazer um diagnóstico precoce.

Aqui vão algumas dicas para a prevenção do câncer de mama:

  • Pratique atividades físicas;
  • Em caso de gravidez, amamentar seus filhos até 6 meses;
  • Tenha uma dieta balanceada;
  • Controle seu peso;
  • Diminua o estresse, com terapias relaxantes como técnicas de respiração, meditação e relaxamento.
  • Diminua o consumo de álcool.
  • Não deixe de fazer a mamografia de forma disciplinar.

 

E então, esse artigo foi útil para você? Deixe nos comentários aqui em baixo.

assinatura Dr. Sorriso

Posts Relacionados

Saiba como tratar a hipersensibilidade dental após... A hipersensibilidade dental pode surgir após o clareamento dental, como ação ao procedimento.   Se você está sentindo uma dor aguda nos d...
Dia mundial do dentista: você conhece todas as esp... Nesse dia 3 de outubro é comemorado o dia mundial do dentista, você conhece todas as especialidades odontológicas deste profissional? Temidos por uns...
Abscesso dentário: o que é e como tratar a dor de ... Não pense que dor de dente é uma coisa comum. Saiba as causas, sintomas e tratamentos do abscesso dentário. Muito se engana quem acha que ter uma d...
7 curiosidades que você precisa saber sobre a orto... Precisamos falar sobre ortodontia, por isso separamos aqui 7 curiosidades que vão te interessar. Manter suas visitas ao dentista é algo que você de...

Deixe uma resposta