BOTOX


Você sabia que a Toxina Botulínica ou o Botox, seu nome comercial mais conhecido, é um grande parceiro dos Dentistas? Este composto é capaz de tratar diversas condições orais através de funções terapêuticas e funcionais, além das suas propriedades estéticas já amplamente difundidas.

Continue lendo este artigo para descobrir em quais casos odontológicos o Botox pode ser muito útil, além do seu ótimo resultado estético.


O que é a Toxina Botulínica e de onde surgiu seu uso estético?

A Toxina Botulínica é um complexo proteico produzido por uma bactéria, que é utilizado para fins terapêuticos e estéticos, como conhecemos hoje em dia.

Nos anos 60, o oftalmologista Alan B. Scott buscava alternativas não cirúrgicas para o tratamento do estrabismo. Um colega lhe forneceu uma amostra da toxina para testar sua eficácia em músculos extra-oculares de macacos. A experiência foi bem-sucedida e tornou-se um remédio comprovado para o tratamento não cirúrgico do estrabismo.

No entanto percebeu-se que os pacientes que se submeteram ao tratamento de estrabismo, tiveram uma melhora nas rugas laterais aos olhos e o relaxamento muscular em regiões que o complexo era aplicado. Deduziu-se, então, que ele interrompia o movimento muscular por um tempo. A partir daí, surgiu o seu uso estético.


Como ela age e para quais tratamentos odontológicos é indicada?

Ao ser injetado, a toxina botulínica bloqueia a liberação da acetilcolina, um neurotransmissor responsável por sinapses entre o cérebro e as fibras musculares. Ao interromper a ação da acetilcolina, as fibras musculares não recebem a mensagem para se contrair o que impede as células musculares de se movimentarem.

A Odontologia tem usado a toxina botulínica há pelo menos 20 anos, e ela se provou muito eficiente no tratamento terapêutico ou funcional do bruxismo, da hiperatividade dos músculos faciais, na hipertrofia do masseter, em difunsões temporomandibulares, da sialorreia, que é a produção excessiva de saliva, da assimetria de sorriso e o sorriso gengival. Também em alguns casos de implantodontia e para dores de cabeça com origem odontológica.

Dentista pode aplicar a Toxina Botulínica para fins estéticos?

De acordo com o Conselho Federal de Odontologia (CFO) os cirurgiões-dentista já podiam aplicar a toxina botulínica em seus pacientes, porém não podiam realizar aplicações com fins simplesmente estéticos. No entanto, em setembro de 2016, o CFO deu seu parecer favorável quanto a esta prática e agora todos os dentistas podem realizar aplicações com fins terapêuticos, funcionais e também estéticos.

Muito já se discutiu sobre a capacidade profissional do odontólogo e o seu uso da toxina botulínica. E chegou-se a conclusão que dentista possui com profundo conhecimento da face humana e sobre as possibilidades de harmonização não só do sorriso e dentes, bem como da estrutura facial como um todo.

Sendo assim, além das clínicas dermatológicas e estéticas, pacientes podem recorrer a clínicas odontológicas para a aplicação da toxina botulínica como um procedimento estético, em busca da beleza e um sorriso mais harmonioso.

E muito mais que procedimentos estéticos, este composto é uma verdadeira saída para dores e desconfortos de alguns pacientes, com uma aplicação rápida e resultados imediatos. A toxina botulínica passou a fazer parte da rotina nos consultórios odontológicos por contribuir com um sorriso mais harmonioso dos pacientes e ao amenizar as dores e desconfortos de diversas condições orais.

Quais as Vantagens Terapêuticas, Funcionais e Estéticas da Toxina Botulínica?

As vantagens do uso da toxina botulínica são inúmeras. O desaparecimento temporário de linhas de expressão até o tratamento da hiperatividade de músculos faciais, que causam o ranger dos dentes. 

Com a ajuda deste composto, o dentista pode reequilibrar o funcionamento do músculo que está em hiperfunção, aliviando condições como o bruxismo, disfunções temporomandibulares e dores orofaciais.

O sorriso gengival também está entre as condições que podem facilmente ser reparadas através da toxina. Algumas aplicações podem diminuir a força muscular do lábio superior, fazendo com que ele puxe menos e a gengiva ficará menos a mostra. Tudo isso sem comprometer nenhuma função motora da boca do paciente. Pacientes que apresentam a face assimétrica por consequência de um AVC, também podem recompor a harmonia do sorriso.

É também útil aos pacientes que irão passar por um implante dentário, pois esta substância ajuda no relaxamento muscular, o que favorece na adaptação do uso da prótese dentária.

Quanto tempo dura?

É possível observar os resultados da toxina botulínica a partir de 24 horas após sua aplicação e sua ações duram por cerca de 3 meses a 5 meses, após este período acontecerá uma diminuição gradativa da sua eficácia. 


Interessou-se por este tratamento e quer realçar a sua beleza? Agende já a sua avaliação em um dos nossos consultórios associados. 

Procedimentos realizados pelo especialista